Réveillon

Quinta-feira, 22/Janeiro/09 § Deixe um comentário

Banho longo, sal grosso, roupa branca. Uma boa dose de esperança e voilá! Começava a festa.

A TV ligada (quase) não deixava margem para olhares constrangidos. Aquelas pessoas estavam ali há horas e, embora compartilhassem um mesmo sobrenome, eram praticamente estranhos.

Estávamos em mais uma das reuniões familiares que,  por terem se tornado uma convenção anual de fofocas e maledicências, pouco mantinham o propósito original de harmonia. Ora via-se um tio alcoolizado erguer a taça em brinde, ora ouvia-se o estilhaçar de uma garrafa em meio a gritos e desaforos. Não se pode negar: tudo era colocado em pratos limpos, para o bem ou para o mal.

A menina observava tudo silenciosamente com os restos de ilusão. E o cachorro se escondia atrás do sofá com os restos de churrasco.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

What’s this?

You are currently reading Réveillon at corda solta.

meta

%d bloggers like this: